Províncias

Governador avalia impacto da estiagem

O governador da província do Cunene, António Didalelwa, trabalhou, no último fim-de-semana, no município da Cahama, 187 quilómetros a norte da cidade de Ondjiva, com vista a avaliar o impacto da seca que a região enfrenta.

Governador do Cunene António Didalelwa
Fotografia: Jornal de Angola |

O governante da província inteirou-se da situação social nas povoações de Oshilau, Vimi e Uia, onde avaliou as condições das chimpacas (reservatórios tradicionais de água da chuva) que servem a população e o gado.
Durante a jornada de campo de algumas horas, a comitiva entregou bens alimentares e medicamentos e reuniu-se com as autoridades administrativas e tradicionais, a fim de encontrar soluções para minimizar os efeitos da seca.
O governador referiu que, pelo que pôde constatar, há a necessidade de reforçar o abastecimento de água através de camiões-cisternas e a abertura de furos de água, além de ter recomendado a reabilitação das chimpacas, de modo a possibilitar o abeberamento do gado nas áreas de transumância.

Tempo

Multimédia