Províncias

Governador avalia obras em curso no Namacunde

Adelaide Mualimusi | Namacunde

O governador da província do Cunene, António Didalewa, visitou sexta-feira, no município de Namacunde, as obras de reabilitação e ampliação do complexo turístico do Oihole, onde repousam os restos mortais do Rei Mandume.

O governador da província do Cunene, António Didalewa, visitou sexta-feira, no município de Namacunde, as obras de reabilitação e ampliação do complexo turístico do Oihole, onde repousam os restos mortais do Rei Mandume.
António Didalewa assegurou que os empreiteiros comprometeram-se a concluir as obras no prazo previsto para a sua reinauguração, no dia 5 de Fevereiro.
Até agora foram reabilitadas 27 suites, o anfiteatro, uma loja, o ginásio, uma lavandaria, uma churrasqueira, um restaurante, entre outros dos mais de 40 compartimentos existentes no local. Está concluída também a reabilitação dos passeios, do sistema de água e energia, bem como a construção do novo cerco ao túmulo do Rei Mandume. O governador adiantou que o trabalho de ampliação e reabilitação decorre a bom ritmo para a sua reinauguração no dia 5 e dia 6 o local vai acolher a cerimónia que assinala a morte do Rei Mandume.

Seminário internacional

A actividade vai começar com um seminário internacional sobre a resistência contra a ocupação colonial portuguesa no Sul de Angola, com maior destaque para a acção do rei Mandume.
O governador António Didalewa disse que depois destas cerimónias vai haver um concurso público para a gerência do complexo, para que a população do Cunene e turistas de diferentes origens passem a desfrutar do local.

Tempo

Multimédia