Províncias

Governo edifica casas para antigos combatentes

Pelo menos 200 casas vão ser construídas até 2013 nos municípios do Kwanhama, Namacunde, Ombadja e Cuvelai, na província do Cunene, para acomodar antigos combatentes e seus familiares.

Pelo menos 200 casas vão ser construídas até 2013 nos municípios do Kwanhama, Namacunde, Ombadja e Cuvelai, na província do Cunene, para acomodar antigos combatentes e seus familiares, disse ontem à Angop a directora provincial dos Antigos Combatentes e Veterano da Pátria, Maria João Chaves.
O programa visa colmatar as dificuldades habitacionais das pessoas que contribuíram para a libertação e independência nacional.
“Neste momento está em curso a construção de 16 moradias na cidade de Ondjiva e quatro na comuna sede de Xangongo (município de Ombadja), e a reabilitação de 37 casas dos assistidos”, referiu.
A par da construção das moradias, está em curso a construção de instalações para assistência aos antigos combatentes e veteranos da pátria, nas comunas de Naulila (Ombadja), Mucolongodjo e Mupa (Cuvelai), com o objectivo de descentralizar os serviços prestados.
A responsável adiantou que a assistência social é um conjunto diversificado de acções de apoio direito ou indirecto aos antigos combatentes, sobretudo os mais carentes, com vista a proporcionar o seu bem-estar físico, psíquico, económico e social.

Tempo

Multimédia