Províncias

Governo garante apoio aos camponeses

Dionísio David | Ondjiva

A assistência de meios agrícolas às famílias camponesas, para fazerem face às dificuldades causadas pela seca e fome, dois fenómenos que assolam a região nos últimos três anos, foi assegurada no domingo, na localidade de Onambabi, comuna de Ondjiva, município do Cuanhama, pelo governador provincial do Cunene.

Os agricultores têm recebido vários apoios para aumentarem a produção no âmbito do programa do Executivo de combate à pobreza
Fotografia: Jornal de Angola

António Didalelwa, que falava no acto da abertura da campanha agrícola 2013/14, especificou que o Governo Provincial, em coordenação com a direcção provincial da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, conseguiu adquirir tractores que já estão a apoiar famílias camponesas, em diferentes localidades da província.
A par dos meios já à disposição da Agricultura, estão prestes a chegar 20 tractores para serem distribuídos em igual número de comunas que compõe o Cunene, também com o objectivo de apoiar os camponeses e pequenos agricultores.
O governador António Didalelwa disse estar preocupado com a falta de meios nas comunidades, sobretudo animais de tracção para charruas, já que grande parte das famílias não possui esses utensílios, em consequência da seca que afecta a província, o que acentua ainda mais as suas dificuldades.

Apoio aos camponeses

O director provincial do Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), Porfírio Samaneulu, garantiu que, para o presente ano agrícola, estão mobilizadas mais de 91 mil famílias, das quais 14 mil no Programa de Extensão de Desenvolvimento Rural, e 67 mil no Programa de Desenvolvimento Rural.
Um dos objectivos da campanha é a reactivação da capacidade das famílias, após prolongados anos de seca, organização da produção das comunidades rurais, melhoria da segurança alimentar e das condições de vida da população da região. “Se as condições forem favoráveis espera-se colher 72 mil toneladas de cereais”, disse Porfírio Samaneulu, acrescentando que o Governo Provincial e o Ministério da A­gricultura preparam as condições técnicas e materiais para o êxito da campanha agrícola, tendo sido disponibilizadas 50 toneladas de sementes de massangu, igual quantidade de massambala, 50 de milho, 20 de feijão carioca e 500 charruas. Foram igualmente distribuídas aos camponeses, no âmbito do programa que visa minimizar os efeitos da seca, 800 charruas, 25 motobombas, 120 toneladas de adubos e 47 toneladas de feijão carioca.
Porfírio Samaneulu revelou que, no âmbito do reforço da capacidade operacional, o Ministério da A­gricultura vai enviar nos próximos dias, para a província do Cunene, um total de 1.700 charruas.
O Instituto de Desenvolvimento Agrário já tem preparados 175 mil hectares, em toda a província. Além disso, acrescentou Porfírio Samaneulu, face à situação da seca, foi sugerida pelo Governo Provincial a introdução de novas culturas alimentares, já na presente campanha agrícola, como a batata-doce e a mandioca. A assistência técnica vai ser garantida por 16 técnicos especializados do IDA, entre eles três de nível superior.

Tempo

Multimédia