Províncias

Governo quer mulheres envolvidas na produção

Elautério Silipuleni| Ondjiva

O governador do Cunene, Kundi Paihama, instou as mulheres da província a estarem mais unidas nas tarefas ligadas à produção agro-pecuário, dinamização do comércio e reactivação do sector industrial, através do aproveitamento das potencialidades da região.

Estão a ser desenvolvidas várias acções que visam a dignificação dos direitos das mulheres
Fotografia: Benjamim Cândido|EDIÇÕES NOVEMBRO

Kundi Paihama disse que as mulheres têm pela frente o desafio de contribuírem no desenvolvimento do país e da província, em particular, para o bem-estar da população e o crescimento económico.
O governador referiu que, no contexto actual, face à queda do preço do barril do petróleo, a mulher é chamada a contribuir de forma efectiva para o desenvolvimento de Angola, aderindo aos vários programas do Governo em curso.
Por outro lado, reconheceu que, fruto da luta pela emancipação, dedicação e coragem, a mulher tem conquistado lugares de destaque nos mais variados sectores, o que dá a possibilidade a esta camada da população de participar activamente no processo de reconstrução e desenvolvimento nacional e preservação da paz.
Kundi Paihama salientou que, ao longo dos anos, o mês de Março, em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, tem servido para fazer o balanço do esforço pela igualdade de género e identificar os obstáculos que ainda devem ser superados.
O governador salientou que este ano haverá tolerância zero contra a violência doméstica e anunciou que serão incrementadas acções de sensibilização e divulgação da mensagem de paz, harmonia, tolerância e respeito pela mulher.
Kundi Paihama referiu que Angola e a província do Cunene, em particular, têm registado avanços significativos na igualdade de género, fruto da política do Governo.

Tempo

Multimédia