Províncias

Hemoterapia de Ondjiva necessita de mais sangue

A fraca adesão dos dadores voluntários de sangue ao Centro de Hemoterapia de Ondjiva, província do Cunene, tem vindo a contribuir para a carência acentuada deste produto naquela unidade sanitária, revelou sábado, à Angop, o chefe de diagnóstico do centro, Pio Kassamba.

A fraca adesão dos dadores voluntários de sangue ao Centro de Hemoterapia de Ondjiva, província do Cunene, tem vindo a contribuir para a carência acentuada deste produto naquela unidade sanitária, revelou sábado, à Angop, o chefe de diagnóstico do centro, Pio Kassamba.
Segundo o responsável, há rotura no stock do Centro de Hemoterapia, devido à ausência de dadores na região. Informou que têm realizado campanhas de sensibilização nos locais de maior movimento populacional, a fim de persuadir os mesmos.
Pio Kassama frisou que tem se verificado a doação de sangue por parte de alguns fiéis de instituições religiosas sedeadas em Ondjiva, com destaque para as Igrejas Universal, Cheia da Palavra, Católica, bem como da JMPLA.
O Centro de Hemoterapia possui armazenados 200 mm de sangue.

Tempo

Multimédia