Províncias

Hospital católico do Chiulo tem défice de especialistas

O Hospital da Missão Católica do Chiulo, no município de Ombadja, a norte de Ondjiva, está a precisar de dez médicos e de 26 novos enfermeiros, para garantir a cobertura e reforço da assistência sanitária.

Responsáveis do Hospital do Chiulo querem maior abertura na contratação de médicos
Fotografia: Jornal de Angola |

O Hospital da Missão Católica do Chiulo, no município de Ombadja, a norte de Ondjiva, está a precisar de dez médicos e de 26 novos enfermeiros, para garantir a cobertura e reforço da assistência sanitária. A directora hospitalar daquela unidade clínica da província do Cunene, Judite Ndilimondjo, referiu que o hospital dispõe de apenas um médico, de nacionalidade russa, cedido por curto tempo pela organização de ajuda humanitária Médicos com África (CUAMM).
 Judite Ndilimondjo disse ser necessário aumentar urgentemente o corpo clínico, com realce para a equipa médica, uma vez que o único especialista em cirurgia tem tido dificuldades em dar resposta rápida a todas as situações que chegam ao hospital. A unidade sempre teve ajuda do CUAMM, quanto à disponibilização de médicos, mas, nos últimos tempos, a Organização Não-Governamental italiana tem encontrado sérias dificuldades, por causa dos vistos de entrada.
Em função da falta de médicos, os enfermeiros do hospital acabam por fazer tudo, com excepção dos casos específicos e complicados, que são encaminhados para o hospital de referência da província, em Ondjiva. Actualmente, o hospital dispõe de um médico e 72 técnicos, entre enfermeiros e auxiliares administrativos, número insuficiente para atender a procura de pacientes, alguns provenientes das províncias de Benguela e Huíla.
O hospital possui 214 camas e presta serviços de medicina geral, cirurgia, pediatria, obstetrícia, ginecologia, estomatologia, entre outros. A referida unidade sanitária é pertença da Igreja Católica e foi fundada a 10 de Abril de 1953 pelos missionários da Congregação do Espírito Santo,

Tempo

Multimédia