Províncias

Hotel sofre incêndio em Ondjiva

Domingos Calucipa | Ondjiva

Um incêndio de grandes proporções deflagrou ontem no Hotel Águia Verde, na cidade de Ondjiva, tendo consumido inteiramente as estruturas da área administrativa, numa altura em que se preparava para acolher um encontro de alto nível entre o governador Kundi Paihama e alguns convidados.

Imagem das instalações do Hotel Águia Verde em chamas ontem em Ondjiva
Fotografia: Elautério Silipuleni | Ondjiva

Segundo o gerente do hotel, Pedro Branda, o incêndio deu-se por volta das 13h00, quando na companhia da proprietária do imóvel ultimavam os preparativos para o encontro do governador.
As chamas propagaram-se de forma muito rápida. Tudo aconteceu quando os dois se ausentaram por cinco minutos em busca de alguns artigos na altura em falta, e no seu regresso depararam-se com as chamas a consumirem o imóvel de cobertura de capim com grande intensidade na parte traseira.
O incêndio consumiu dois gabinetes, uma sala de reuniões e a guarita. Ficou também destruída toda a documentação do hotel, computadores, vários dossiers importantes e equipamentos de escritório.Pedro Branda admite ser uma acção de sabotagem, em que alguém terá atirado fogo ao capim a partir das traseiras, não obstante o hotel estar vedado com um muro alto. “Acho que é uma acção bem preparada. Estamos confiantes que a investigação vai desvendar o autor deste grande prejuízo”, referiu. O corpo de bombeiros foi accionado um pouco tardiamente, conforme o seu comandante em exercício, Gustavo Ntyamba. Com dois camiões cisternas e 20 efectivos não conseguiu evitar as grandes chamas que consumiram as duas estruturas de capim do hotel.
Não obstante as dificuldades de acessibilidade, o corpo de bombeiros conseguiu neutralizar o fogo que se estava a propagar para o edifício central, tendo apenas consumido um quarto para hospedagem.
Gustavo Ntyamba disse que o seu efectivo encontrou já quase tudo em chamas, e houve dificuldades de posicionamento dos equipamentos de extinção.
O incêndio está a suscitar várias inquietações e interrogações, depois de um episódio quase idêntico ter sucedido segunda-feira desta semana na sala do Palácio do Governo, igualmente numa altura que se aprestava para acolher uma reunião do novo governador.
Quando faltavam poucos minutos para o início da reunião de Kundi Paihama com gestores públicos, eis que se deu um inusitado curto-circuito que danificou boa parte dos equipamentos eléctricos, inviabilizando assim o aguardado encontro, o que obrigou a transferir o mesmo para a sala da Escola Técnica de Saúde.

Tempo

Multimédia