Províncias

Huambo regista demora na emissão do Bilhete

Mário Clemente / Huambo

A demora  no processo de emissão do Bilhete de Identidade  na província do Huambo  está a causar descontentamento aos cidadãos que recorrem aos Serviços  de Identificação.

Adolescente exibe o novo bilhete no posto de identificação
Fotografia: Mário Clemente | Huambo | Edições Novembro

O director da Justiça na província do Huambo,  Ernesto Pedro, alegou ontem que a  demora se deve  à mudança verificada nos padrões da emissão do Bilhete de Identidade. “Os nossos técnicos ainda não dominam o novo modelo de emissão  daí a  razão da morosidade.”
Ernesto Pedro reconheceu que  a demora na entrega do novo Bilhete de Identidade está a perturbar a vida de muitos cidadãos, concretamente dos que têm de efectuar matrículas nas escolas: “Sabemos que o Bilhete de Identidade é o documento principal do cidadão  sem o qual se fica muitas vezes impedido de resolver muitos problemas.”
Inicialmente,  os Serviços de Identificação no Huambo diziam que, depois de tratado o expediente necessário para a emissão do Bilhete de Identidade, o documento era entregue num período máximo de sete dias, mas na realidade muitos cidadãos esperam  há mais de dois meses pelo seu bilhete.
Sobre tal facto,  o delegado da Justiça explica:  “Os cidadãos que esperam pela nova versão do Bilhete de Identidade terão de ter alguma paciência, porque a mudança para o novo aplicativo de emissão tem estado a causar alguns transtornos”, justificou, para acrescentar: “Estas dificuldades serão ultrapassadas brevemente."
Ernesto Pedro esclareceu que os cidadãos podem suprir a ausência do Bilhete de Identidade tratando  o termo de identidade e residência, que  pode ser obtido junto dos cartórios notariais, mediante a apresentação de uma fotocópia do Bilhete de Identidade  ainda que o documento original esteja  caducado.

Tempo

Multimédia