Províncias

Inspecção da Educação revitaliza ensino local

Funcionários da Direcção Provincial da Educação da província do Cunene analisaram na comuna de Oncócua, sede do município do Curoca, a aplicação do programa de reestruturação e revitalização da Inspecção da Educação na região.

Mais crianças com acesso ao ensino
Fotografia: M. Machangongo

O inspector André Vika Zola disse que o encontro visou fazer o diagnóstico inicial da escola, de forma a contribuir para o fortalecimento da gestão democrática, para melhoria da qualidade de ensino.
O sector de Inspecção está a trabalhar a nível de todas as instituições escolares dos seis municípios para a promoção e o fortalecimento da capacidade institucional das escolas.
“No âmbito das nossas actividades de controlo, fiscalização, apoio e acompanhamento das escolas na província, temos verificado vários casos e os mais preocupantes prendem-se com a ausência constante de professores nos seus locais de trabalho e a falta de planificação”, afirmou.
A aplicação do programa de reestruturação e revitalização da Inspecção da Educação em curso desde 2010, na província do Cunene, melhorou de forma satisfatória a qualidade de ensino e aprendizagem.
Com uma extensão territorial de 7.998 quilómetros quadrados, o município do Curoca dista 333 quilómetros de Ondjiva. Tem duas comunas e 25 aldeias.

Mais crianças no ensino

A inclusão no sistema de ensino de 30.353 crianças em idade escolar é aposta do Governo do Cunene até 2017, informou o governador António Didalelwa.
O governante disse à Angop que este número de crianças fora do sistema de ensino vai ser acomodado em escolas de construção pré-fabricada, que leva menos tempo para a sua conclusão.
As escolas já estão a ser erguidas a nível dos municípios, comunas e aldeias, de maneira que todas as crianças em idade escolar no território do Cunene possam aprender a ler e a escrever.
O objectivo que se pretende é que até 2017 não haja na província crianças em idade escolar fora do sistema de ensino.
Cunene conta com 259.129 alunos matriculados no ensino primário, I e II ciclo, em 867 escolas, com 6.410 professores.

Tempo

Multimédia