Províncias

Localidade de Santa Clara com mais equipamentos

Adelaide Mualimusi | Namacunde

A povoação fronteiriça de Santa Clara e a localidade de Omuhandi, 50 quilómetros a sul da sede do município de Namacunde, contam uma escola primária e uma morgue, construídas de raiz, no âmbito do programa de desenvolvimento rural e combate à pobreza.

Mais crianças vão aprender a ler e escrever
Fotografia: Jornal de Angola |

A povoação fronteiriça de Santa Clara e a localidade de Omuhandi, 50 quilómetros a sul da sede do município de Namacunde, contam uma escola primária e uma morgue, construídas de raiz, no âmbito do programa de desenvolvimento rural e combate à pobreza.
Inaugurada pelo administrador do município, Apolo Ndinoulenga, no quadro das comemorações do Dia Internacional da Mulher, a escola tem três salas, um gabinete para o director e o seu adjunto e quatro casas de banho. As obras custaram mais de 22 milhões de kwanzas.
Apolo Ndinoulenga disse que com a entrada em funcionamento da escola vai ser possível reduzir o número de crianças fora do sistema de ensino e melhorar as condições de transmissão de conhecimentos e de aprendizagem, porque muitos alunos estudavam debaixo das árvores.
O administrador aconselhou os encarregados de educação a mudarem de comportamento, mandando os seus filhos à escola e não somente à pastorícia: “as crianças são o futuro da amanha, é um direito da criança a formação, por isso mandem os vossos filhos à escola”. O administrador municipal do Namacunde, Apolo Ndinoulenga, inaugurou a uma morgue, no centro de saúde da povoação fronteiriça de Santa Clara. As obras ficaram orçadas em mais de oito milhões de kwanzas.
O director clínico do centro de saúde, Guilherme Wiliam, está satisfeito com a nova estrutura, que vem diminuir as dificuldades antes enfrentadas: “os mortos eram levados para a morgue de Namacunde, a dez quilómetros, ou o funeral realizava-se no mesmo dia, porque não havia condições para conservação dos cadáveres”.
 O banco de urgência regista 30 a 35 pacientes por dia, fundamentalmente com malária, diarreia e doenças respiratórias agudas.

Tempo

Multimédia