Províncias

Mais mulheres alfabetizadas

Pelo menos, 14.337 mulheres aprenderam a ler e a escrever no ano findo, no âmbito do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar (PAAE), na província do Cunene, revelou ontem, na cidade de  Ondjiva, a coordenadora do projecto.

Susana Daniel referiu que, no âmbito da Jornada Março Mulher, 6.258 mulheres estiveram enquadradas no método “Gostar Ler e Escrever”, enquanto 7.062 foram formadas na metodologia “Sim eu Posso” e outras 2.675  nos módulos II e III, que correspondem a 3ª, 4ª,5ª e 6ª classes do ensino geral.
A responsável realçou que inicialmente estavam matriculadas 21.703 senhoras, mas houve desistência de 3.961 alunas e reprovação de outras 3.285.
Apesar das desistências e reprovações, a coordenadora do PAAE manifestou satisfação pela adesão das mulheres e realçou o seu aproveitamento escolar.
Susana Daniel ressaltou que as mulheres formadas academicamente conseguem lutar melhor pelos seus direitos em pé de igualdade com os homens e corresponderem às exigências actuais de desenvolvimento do país.
 “O programa de alfabetização constitui um factor essencial na promoção do desenvolvimento social das pessoas, visto que são capazes de conquistar as oportunidades de inserção na sociedade e de enfrentar melhor os desafios do país”, rematou Susana Daniel.

Tempo

Multimédia