Províncias

Malária provoca óbitos

Adelaide Mualimusi| Ondjiva

A província do Cunene registou, durante o primeiro semestre desse ano, um total de 167 óbitos por malária, indicam dados da Direcção Provincial da Saúde.

Prossegue a distribuição de mosquiteiros
Fotografia: Jornal de Angola

A província do Cunene registou, durante o primeiro semestre desse ano, um total de 167 óbitos por malária, indicam dados da Direcção Provincial da Saúde.
De acordo com o director provincial da Saúde em exercício, Celestino Mukwambi, durante os primeiros seis meses do ano, a província notificou 57.653 casos de malária.
Houve uma redução de 20 por cento, comparativamente ao mesmo período de 2010, onde foram registados 71.664 mil casos da doença, que provocaram mais de 220 óbitos.
Os números foram revelados segunda-feira pelo responsável da saúde, durante a abertura da quarta campanha de pulverização residual intra-domiciliar.
Celestino Mukwambi lembrou que a malária continua a ser a doença que mais mortalidade causa no país, em particular na província do Cunene e arredores.
Afirmou que perante essa situação, o Programa Nacional de Controlo da Malária definiu seis estratégias de prevenção, controlo e combate à enfermidade em todo o território nacional.
Outra medida, assinalou, reside no reforço institucional, diagnóstico, tratamento e abastecimento em medicamentos, controlo integrado do vector mosquito, previsão, detecção, prevenção e controlo das epidemias, informação e educação das populações.
Nessa campanha, as autoridades sanitárias locais prevêem pulverizar 16 mil casas na cidade de Ondjiva e na vila de Namacunde, o que pode vir a atingir cerca de 112 mil beneficiários.
O responsável da saúde disse que a componente Controlo Integrado do Vector abrange várias acções, como o uso dos mosquiteiros tratados com insecticida, a pulverização residual intra-domiciliar, a fumegação extra-domiciliar, com a luta anti-larvar e o saneamento do meio ambiente.
A campanha é uma iniciativa do Programa Nacional do Controlo de Malária, com o apoio de Organizações Não-Governamentais norte-americanas.

Tempo

Multimédia