Províncias

Melhora abastecimento de água potável

Dionísio David| Calueque

O programa de distribuição de água potável em várias localidades da província do Cunene está a atingir níveis elevados, revelou ontem, em Ombadja, o director local da Energia e Águas.

João Borges explicou que estes níveis satisfatórios se devem aos esforços que o Governo tem feito para estender o serviço às áreas mais distantes e realçou a distribuição de água potável na vila de Xangongo e nas localidades de Môngua, Mbulunganga e Missão de Omilunga.
João Borges, que falava durante a visita ao Cunene da governadora da região de Omufyati, na Namíbia, Sofia Shaningua, disse que só na vila do Xangongo, onde está localizada a estação de tratamento e distribuição de água, foram feitas, até ao momento, 1.350 ligações domiciliares, das 1.590 previstas.
Na cidade de Ondjiva, com três mil ligações nos bairros dos Castilhos, Pioneiro Zeca, Naipalala I e II, foram igualmente construídos vários chafarizes, o que representa 80 por cento da fase conclusiva do projecto de expansão de água.
O director provincial da Energia e Águas referiu que o projecto, além de servir as populações, abrange também o gado. Para isso, foram instalados, de cinco em cinco quilómetros, chafarizes com lavandarias e bebedouros para os animais. João Borges anunciou para breve a instalação da conduta moderna para o bairro da Caxila e periferia, no âmbito da ampliação do sistema de abastecimento de água.
A governadora da região de Omufyati disse estar satisfeita com o projecto de construção da barragem hídrica de Calueque, no Rio Cunene, por se tratar de um empreendimento que vai beneficiar ambos os países.
Shophia Shaningwa sublinhou que ficou impressionada com a envergadura do referido projecto e pela forma como o Governo Provincial do Cunene está a aplicar o dinheiro.

Tempo

Multimédia