Províncias

Menos casos de lepra no primeiro trimestre

O município do Cuanhama notificou dois novos casos de lepra, no primeiro trimestre do ano, menos cinco que em igual período de 2013, informou a supervisora do Programa provincial de Controlo da Lepra e Tuberculose.

Ricardina Maria Assunção sublinhou que os doentes com a doença estão a cumprir o tratamento nas suas casas e com o acompanhamento dos técnicos sanitários.
A supervisora referiu que, para erradicar a doença, as autoridades sanitárias continuam a trabalhar em colaboração com as comunidades no sentido de denunciar casos, para posteriormente serem tratados a tempo.No mesmo período, foram também registados 253 casos de tuberculose, contra os 397 diagnosticados no primeiro trimestre do ano passado. A supervisora informou que a redução dos casos deve-se às acções de sensibilização nas comunidades sobre o esclarecimento de como se manifesta a doença, prevenção, contaminação e o tratamento nas unidades hospitalares.
Dos doentes diagnosticados com a tuberculose, 99 abandonaram a terapia, um dos factores de resistência da doença nos pacientes, referiu.Ricardina Assunção informou que os municípios do Cuanhama, com 169 casos, e Ombadja, 57, são os que registaram maior número de casos da doença.

Tempo

Multimédia