Províncias

Mulheres com mais falicidades de formação

Dionísio David

A cidade de Ondjiva, capital da província do Cunene, conta com um novo centro de formação profissional para jovens do sexo feminino, construído de raiz, no âmbito do programa de investimentos públicos.

Estão disponíveis vários cursos de artes e ofícios
Fotografia: Maria João |Edições Novembro

O centro de formação, inaugurado pelo governador Kundi Paihama, ficará sob a responsabilidade da Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher.
Segundo o empreiteiro, as obras custaram aos cofres do Estado 45.057.040.00 de kwanzas. Numa primeira fase, o referido centro, que tem capacidade para formar 140 jovens por cada turno, prevê ministrar cursos de Culinária, Corte e Costura, Alfabetização, Contabilidade Geral, Gestão de Recursos Humanos, Secretariado e Informática.
O centro de formação foi construído no perímetro adjacente às actuais instalações da Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher, no bairro Naipalala II, e conta com três salas de aula, instalações sanitárias, arrumos, secretaria, recepção, gabinete da directora, salas de reuniões, de costura, de informática e de culinária.
A directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Rosa Gaudêncio Bernardo, disse que a implementação do projecto responde às preocupações atinentes à melhoria das condições sociais das famílias, cuja solução passa necessariamente pela formação académica e profissional, em especial das camadas mais vulneráveis.
Na opinião da responsável, os pequenos projectos já mostram que podem produzir grandes feitos e melhorar cada vez mais a vida da população, numa altura em que o país se debate com dificuldades de âmbito financeiro, como resultado da queda dos preços do petróleo no mercado internacional.
Realçou que os cursos de Culinária, Contabilidade Geral, Corte e Costura, Secretariado e Informática são os que mais garantia de emprego proporcionam.

Tempo

Multimédia