Províncias

Município de Kwanhama constrói um aterro sanitário

Um aterro sanitário, com 200 metros de largura e 150 de comprimento, vai ser construído, este ano, na comuna de Ondjiva, disse, na sexta-feira, à Angop, o chefe dos serviços comunitários no município de Kwanhama.
 

O concurso público para a adjudicação da obra já foi realizado
Fotografia: Jornal de Angola

Um aterro sanitário, com 200 metros de largura e 150 de comprimento, vai ser construído, este ano, na comuna de Ondjiva, disse, na sexta-feira, à Angop, o chefe dos serviços comunitários no município de Kwanhama.
Inácio Hidiwa, que prestou a informação, durante uma vista do primeiro secretário do MPLA no Cunene, adiantou que o aterro vai ser construído no “Oipembe”, zona segura, de acordo com o plano urbanístico de Ondjiva.
O aterro, com um tempo de utilidade de dez a 15 anos, vai ser totalmente vedado.
O director do Ordenamento do Território e Urbanismo na região, Cláudio Generoso Condjashili, disse que o concurso público para a adjudicação da obra já foi realizado e que as propostas estão ser analisadas, devendo, até ao final do mês, ser conhecida a empresa vencedora.
A escolha área, referiu, obedeceu aos padrões universais quanto à conservação do meio ambiente e preservação do solo.
O primeiro secretário do MPLA no Cunene mostrou-se satisfeito com a iniciativa, lembrando que todas as precauções de ordem técnica e de saneamento básico devem ser tidas em consideração na construção do aterro.
António Didalelwa fez-se acompanhar de membros do secretariado da Comissão Executiva do MPLA na região.

Tempo

Multimédia