Províncias

Namacunde na rota do desenvolvimento

Dionísio David| Namacunde

O município de Namacunde, Cunene, tem conhecido nos últimos anos avanços significativos, sobretudo nos domínios da Educação, Saúde, assistência social, habitação, saneamento básico e agro-pecuária. Os investimentos nestas áreas estão enquadrados no Programa de Investimento Público.

Executivo aposta no sector da Educação com a construção de escolas e uma nova cultura do desenvolvimento sustentável do país
Fotografia: João Gomes

O administrador municipal, Apolo Ndinoulenga, disse que o crescimento social e económico da região tem impacto positivo na melhoria das condições de vida das populações e melhorou a imagem de Namacunde.
O município nos últimos dois anos ganhou mais 35 escolas de construção definitiva, o que deve ser um recorde nacional. Hoje há 79 em todo o município, o que corresponde a 119 salas. No presente ano lectivo estão matriculados 27.310 mil alunos e estão ao serviço 730 professores, sendo 464 do ensino primário, 230 do I ciclo e os restantes do II ciclo.           
Relativamente à saúde o município tem 15 unidades sanitárias sendo um hospital municipal, cinco centros de saúde e sete postos em funcionamento. Já estão concluídos e abrem em breve mais dez centros de saúde e sete postos. Mais um recorde nacional.
No domínio da habitação Namacunde já tem concluído o projecto de construção de 100 casas no âmbito do Programa Nacional de Habitação. Foram construídas e estão habitadas casas nas localidades de Okawe, comuna de Chiedi, num total de 50 fogos, alem de outras 50 na localidade Epolo, no Marco 16. No domínio da habitação foi igualmente concluído um projecto de 12 residências na sede, destinadas aos funcionários públicos, no quadro da melhoria das condições de vida da população.
O projecto de construção de casas da juventude está mais atrasado mas a tutela promete acelerar as obras.   No sector da agro-pecuária estão em curso os preparativos para a campanha de vacinação do gado que começa em breve. Vão ser imunizadas 106.756 cabeças de gado. Já estão preparadas 27 mangas de vacinação e foram mobilizados 16 técnicos. Namacunde conta desde ano passado com uma escola de formação de professores, o que vão permitir que haja mais quadros com perfil pedagógico nas escolas do mundo rural. Está em curso a construção do mercado municipal e um salão para as actividades recreativas e culturais dos jovens.
 
Seca no município

Em relação à seca que assolou a província nos últimos dois anos, Apolo Ndinoulenga sublinhou que Namacunde tem falta da água e alimentos para a população e para o gado: “mas o Executivo e do Governo Provincial estão a fazer grandes esforços no apoio às comunidades sinistradas”.

 Regresso da chuva


 O administrador municipal informou que em Fevereiro as populações sentiram um alívio, porque a chuva começou a cair com regularidade, “o que dá esperança de boas colheitas, depois da longa estiagem”. Relativamente à assistência às populações afectadas o administrador de Namacunde esclareceu que enquanto houver falta de comida a Administração Municipal não vai abdicar das suas responsabilidades, pelo que vai continuar a intensificar os apoios em comida e distribuição de água através de cisternas.

 Combate à pobreza

O programa de combate a pobreza é o que mais atenção tem merecido por parte das autoridades locais, tendo já resultado na construção e conclusão de 100 casas destinadas às comunidades vulneráveis, para alem de outras infra-estruturas escolares e sanitárias em todo o município.
Ainda no quadro do programa de combate à pobreza foram construídas no Namacunde duas lojas comunitárias e instalado o Programa de Merenda Escolar no ano passado. Outra aposta é o reforço do combate ao analfabetismo, com o aumento do número de alfabetizadores.
Este ano ficam concluídos a rede de iluminação pública na sede municipal, um centro de saúde na localidade Ounonge e um posto sanitário na povoação de Ofenda.
Santa Clara é uma zona de grande concentração de pessoas, por isso é muito propensa à criminalidade. A Administração Municipal, em coordenação com as autoridades policiais, tudo tem feito para mudar o actual quadro e devolver a tranquilidade aos moradores.
Outras mediadas para estancar a delinquência tem a ver com um programa do Governo Provincial que visa construir este ano uma escola em Santa Clara, com 24 salas, para enquadrar crianças e jovens que não estudam.

Tempo

Multimédia