Províncias

Nova escola no Cuvelai garante dignidade a alunos

Elautério Silipuleni | Cuvelai

Um total de dois mil alunos do primeiro ciclo do ensino secundário em Mukolongonjo, sede do município do Cuvelai, na província do Cunene, vai deixar de estudar debaixo de árvores, quando estiverem terminadas as obras de uma escola de 24 salas de aula, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP).

Objectivo das autoridades é acabar com salas improvisadas
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro | Huíla

As obras da escola, com três laboratórios, biblioteca, sala de informática, auditório, campo polidesportivo, gabinetes para os responsáveis e espaço verde, estão orçadas em 588 milhões de kwanzas e vão durar 16 meses.
Depois da colocação da primeira pedra, o vice-governador para o sector Técnico e Infra-estruturas, Édio José, disse que o empreendimento vai minorar a carência de escolas no município, melhorando a qualidade do sistema de ensino e aprendizagem. “A construção desta escola tem por finalidade diminuir o número de alunos que estão fora do sistema de ensino, bem como de crianças que estudam debaixo de árvores e reduzir a distância que certos alunos percorrem de casa à escola, sublinhou Édio José.
O vice-governador assegurou que o Governo da província mostra a sua total disponibilidade em trabalhar com o empreiteiro, para que a obra decorra sem sobressaltos. Apelou às autoridades tradicionais e à sociedade no geral a serem os principais fiscais da obra e a garantirem a segurança no local. “O Governo Provincial vai continuar a desenvolver esforços para a construção de mais salas de aula, para retirar as crianças que estudam em capelas e debaixo de árvores”, garantiu Édio José, acrescentando que “os alunos e todos os habitantes da comunidade têm de estar atentos para que as escolas que estão a ser postas à disposição da comunidade não sejam vandalizadas. Devem denunciar às entidades competentes qualquer acção de sabotagem”.
O município do Cuvelai conta com uma população estimada em 57 mil e 398 habitantes. O sector da Educação controla 108 escolas, onde estão matriculados mais de 16 mil e 777 alunos, em vários subsistemas de ensino. As aulas são ministradas por 508 professores.

Tempo

Multimédia