Províncias

Novas obras sociais em Onamayaka

Domingos Calucipa | Cuanhama

Uma escola do II ciclo do ensino secundário, com 24 salas de aula, e um internato, estão a ser construídos na localidade de Onamayaka, município de Cuanhama, no âmbito da expansão de serviços sociais.

Nova escola vai permitir que alunos frequentem o ensino médio sem sair da localidade
Fotografia: Venâncio Amaral|Ondjiva

A escola e o internato, este último com capacidade para 80 alunos, estão a ser erguidos com o objectivo de servir a população estudantil das localidades do Leste da província do Cunene.
A obra, financiada pelo Ministério da Educação, é realizada por uma empresa chinesa, numa área total de dez hectares, sendo 1.241 metros quadrados ocupados pela infra-estrutura escolar.
Além das 24 salas de aula, a escola comporta outras áreas, com destaque para laboratórios, ginásio e refeitório.
Os trabalhos tiveram início no princípio do ano passado e até agora já atingiram perto de 70 por cento de execução, prevendo-se que a obra seja entrega em Dezembro, segundo o empreiteiro Wei Wei Shu. Sem revelar o custo da obra, o empreiteiro disse que todo o trabalho de alvenaria já está concluído, estando a decorrer a fase de acabamentos, como a aplicação de lâmpadas, colocação  das portas e pavimentação do pátio.
O vice-governador provincial do Cunene, José Veyelenge, que manifestou satisfação pelo desenvolvimento da obra, salientou que a escola está a ser construída numa zona de convergência entre as comunas do Nehone, Evale, Kafima e Mupa, com uma população estudantil considerável.
José Veyelenge salientou que a nova infra-estrutura escolar vai acolher parte de alunos em regime de internato.

Tempo

Multimédia