Províncias

Novos óbitos por sarampo preocupam as autoridades

Adelaide Mualimusi | Ondjiova

Um total de dois mil novos casos de sarampo, 11 dos quais resultaram em óbitos, foram notificados pelas autoridades de saúde na província do Cunene, entre Janeiro e Setembro deste ano, disse o supervisor provincial de Vigilância Epidemiológica.

Autoridades redobram acções de prevenção
Fotografia: Jornal de Angola

Um total de dois mil novos casos de sarampo, 11 dos quais resultaram em óbitos, foram notificados pelas autoridades de saúde na província do Cunene, entre Janeiro e Setembro deste ano, disse o supervisor provincial de Vigilância Epidemiológica.
Adelino Ernesto Cavanda explicou que, comparativamente ao período anterior, houve um acréscimo de 78 por cento com apenas 56 casos e três mortes. O município de Ombadja é o mais afectado, com 188 casos, os quais resultaram na morte de 11 pessoas, o Oukwanhama 12 casos e o Cuvelai com três.
As autoridades sanitárias da província têm levado a cabo vigilância epidemiológica nas comunidades rurais, com destaque para os casos de sarampo, uma vez que as crianças dos seis meses a cinco anos são as mais afectadas.
Além da vigilância, o sector tem redobrado as acções de prevenção, através de vacinação contra doenças nas várias unidades sanitárias. O supervisor pediu à população para se dirigir aos  centros de saúde  mais próximos, caso note sintomas suspeitos, como febres altas, erupção na pele, borbulhas, conjuntivites, dor de vista, tosse e constipação.

Tempo

Multimédia