Províncias

Obras do hospital paralisadas há dois anos

As obras do Hospital Regional da povoação de Ondova, comuna de Oshimolo, município do Cuanhama, província do Cunene, orçadas em 324 milhões de kwanzas, que arrancaram em 2014, estão paralisadas desde 2017, com uma execução física de 70 por cento e já pagas na totalidade, afirmou o governador provincial depois de uma visita ao local.

Fotografia: DR

Vigílio Tyova, que visitou também as comunas de Oshimolo e Nehone, do município do Cuanhama, manifestou-se indignado com a paralisação da referida obra. “É incompressível que esta obra, totalmente paga, esteja paralisada desde 2017, depois de ter arranca-da em 2014”, disse o governador, acrescentado que os prevaricadores têm de ser responsabilizados.
Segundo o governador, a obra do hospital tem de ser construída com urgência por que o centro de saúde da sede de Ondova não tem capacidade para atender a população local.

Tempo

Multimédia