Províncias

Ondjiva e Santa Clara estão privadas de água

A população de Ondjiva e da zona fronteiriça de Santa Clara, província do Cunene, está privada do abastecimento de água potável, desde a semana passada, devido a trabalhos de manutenção na Estação de Tratamento de Água (ETA), localizada no município de Ombandja.

Fotografia: DR

A ETA dispõe de uma conduta de transporte de 182 mil e 780 quilómetros, atedendo actualmente cinco mil e 254 consumidores distribuídos pelos municípios do Cuanhama, Ombadja e Namacunde.
A paralisação no fornecimento de água deveu-se ao barro que se acumulou na Estação e tornou a água turva, daí a necessidade de limpeza da mesma. “Tudo indica que na próxima semana retoma-se o normal abastecimento”, disse à Angop o administrador técnico da Empresa de Água e Saneamento do Cunene, Evangelista Kamati.
O responsável informou que essa paralisação não abrangeu a vila do Xangongo e a comuna da Môngua, por ter consumo reduzido. A Estação de Tratamento de Água, construída em 2015, tem  capacidade de bombear 24 milhões de litros de água por dia.

Tempo

Multimédia