Províncias

Ondjiva tem dispensário em breve

Adelaide Mualimusi | Ondjiva

Um dispensário de tuberculose, com laboratórios e outros serviços essenciais, começa a ser construído em breve em Ondjiva, disse ao Jornal de Angola o supervisor provincial do programa de controlo daquela doença e da lepra.

António Messene afirmou que o dispensário permite outra dinâmica ao combate à tuberculose, que regista um crescimento de casos na província. A província do Cunenetem apenas um hospital para o tratamento da tuberculose, no Chulo, Ombandja, pelo que muitos casos têm de ser assistidos em enfermarias seleccionadas das várias unidades sanitárias.
Apesar destas dificuldades, na província continua-se a trabalhar para travar o alastramento da doença, referiu o supervisor.
No primeiro trimestre deste ano, a direcção provincial de Saúde registou 480 casos de tuberculose.
António Massena declarou que no ano passado o hospital do Chulo registou 321 casos de tuberculose e que as vítimas eram essencialmente jovens atacados pela doença devido a má alimentação e ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabaco.O hospital de Ondjiva, disse, recebe diariamente de vários pontos da província entre cinco e dez pessoas infectadas na com doenças contagiosas.
O supervisor afirmou estar igualmente preocupado com a seca na região que provoca a falta de alimentos e afecta naturalmente os doentes. A cura da doença, disse, depende muito do próprio paciente, incluindo os que estão em fase de recuperação, que têm de respeitar certas normal.

Tempo

Multimédia