Províncias

Ondova ganha centro de saúde

Dionisio David | Ondova

A povoação de Ondova, município do Cuanhama, tem dentro de um ano, por iniciativa do Governo Provincial, um centro de saúde de referência, cujas obras, orçadas em 357.770 milhões de kwanzas, começam este mês.

Objectivo é diminuir índices de mortalidade
Fotografia: Nuno Flash |

O governador provincial disse, no acto de consignação da obra, que a construção do centro se inscreve no programa municipalizado de extensão dos serviços de saúde às zonas rurais e se destina a melhorar a vida dos seus habitantes.
O centro, com capacidade para 30 camas e cinco enfermarias, serve os residentes das comunas de Oshimolo e Nehoni e das povoações próximas do Evale, que enquanto a obra não for concluída são obrigados a percorrer grandes distâncias para terem assistência médica.
O governador António Dilalelea pediu ao empreiteiro que cumpra os prazos estabelecidos no contracto, para a população passar a ter melhor assistência médica.    
Fernando António, técnico da direcção provincial das Obras Públicas, que apresentou a ficha descritiva do projecto, anunciou que o centro médico é constituído por três edifícios e que o corpo principal está dividido em dois blocos.
O centro vai contar com um edifício de apoio e um anexo com 230 metros quadrados.
O técnico disse que os compartimentos de lixo, geradores e aprovisionamento têm acesso directo ao exterior do edifício do centro médico.

Tempo

Multimédia