Províncias

Pedidas rampas para os deficientes na construção de edifícios públicos

O director em exercício da Assistência e Reinserção Social da província do Cunene, Constantino Nande, disse, na quinta-feira, à Angop, que nos edifícios públicos deviam ser construídas rampas de aceso para deficientes físicos.

O director em exercício da Assistência e Reinserção Social da província do Cunene, Constantino Nande, disse, na quinta-feira, à Angop, que nos edifícios públicos deviam ser construídas rampas de aceso para deficientes físicos. Constantino Nande lamentou que os empreiteiros se esqueçam da situação que afecta muitos deficientes físicos, especialmente os que andam em cadeiras de rodas.“Sem a ajuda de terceiros é quase impossível andarem por esses edifícios, o que torna imperiosa a observância desse pormenor na construção das infra-estruturas públicas”, precisou.
Constantino Nande, que fez estes reparos no Dia da Pessoa Portadora de Deficiência Física, salientou que a data é um emblema que serve para despertar a obrigação e responsabilidade de todos na protecção do portador de deficiência, seja física, auditiva, mental ou visual.  O director em exercício da Assistência e Reinserção Social da disse que o  dia foi instituído pelas Nações Unidas, em 1998, com o objectivo de promover uma maior compreensão dos assuntos relacionados com a deficiência.

Tempo

Multimédia