Províncias

Planeamento ajuda a reduzir mortalidade

Vendedoras dos vários mercados informais da povoação de Santa Clara, município de Namacunde, Cunene, foram esclarecidas no sábado sobre a importância do planeamento familiar, durante uma palestra, promovida pela repartição municipal da Promoção da Mulher.

A oradora Júlia Mussungo disse que o planeamento é muito importante para reduzir a mortalidade materna e infantil e na estratégia da redução da pobreza.
A prática do planeamento familiar é indispensável, explicou, porque permite aos casais e jovens adolescentes decidirem quando querem ter filhos, acolher livremente o número de filhos, assim como programarem a gravidez e os partos nas condições mais adequadas.
“Com o planeamento familiar, somos responsáveis pelo nascimento dos nossos filhos”, assegurou, ao mesmo tempo que lamentou o elevado número de gravidezes na em adolescentes, sem estarem preparadas para assumir o desafio de ser mãe e com parceiros que negam a paternidade por estarem desempregados e terem várias parceiras. Para resolver o quadro de pobreza, Júlia Mussungo aconselhou as vendedoras a inscreverem-se na secção municipal do Ministério da Família e Promoção da Mulher, para receberem microcrédito através do Banco Sol.
Um grupo de 2.088 mulheres foi atendido nas consultas de planeamento familiar, no Hospital Geral de Ondjiva, entre Janeiro e Abril deste ano, mais 175 do que em igual período anterior.

Tempo

Multimédia