Províncias

População de Ohenda tem um centro de saúde

Quintino Kanhameni | Ohenda

A localidade de Ohenda, município do Kwanhama, cerca de 40 quilómetros a norte da cidade de Ondjiva, na província do Cunene, ganhou sexta-feira um centro de saúde com capacidade para 18 camas, no âmbito do Programa de Intervenção Municipal e Combate à Pobreza.

A localidade de Ohenda, município do Kwanhama, cerca de 40 quilómetros a norte da cidade de Ondjiva, na província do Cunene, ganhou sexta-feira um centro de saúde com capacidade para 18 camas, no âmbito do Programa de Intervenção Municipal e Combate à Pobreza.
Inaugurado pelo governador provincial do Cunene, António Didalelwa, e enquadrado nos festejos da província, o centro comporta salas para serviços de urgência e de parto e pós-parto, consulta externa, medicina, pediatria, vacinação, farmácia, espaço de esterilização de material e três casas de banho.
No âmbito do programa de aumento e melhoria da oferta de bens e serviços à população, os centros de saúde das comunas do Evale, Môngua e Oshimolo, no município do Kwanhama, viram o seu funcionamento melhorado, com entrega de ambulâncias para cada uma delas.
As unidades sanitárias receberam igualmente mini-arcas para conservação de vacinas e marquesas obstétricas.
O governo provincial procedeu também a entrega à administração municipal do Kwanhama de uma carrinha para escoamento de produtos das associações e cooperativas de camponeses da região. A par disso, a localidade recebeu dumberes, contentores, sistema de GPS e um gerador de 45 KVA, destinado ao centro comunal de saúde de Ondjiva.
A chefe da repartição municipal da Saúde do Kwanhama, Avelina Nalwendo, mostrou-se satisfeita com as acções do governo da província pelos esforços para a melhoria da criação de condições de saúde das populações.
Acrescentou que o hospital vai funcionar com apenas três enfermeiros de nível básico, número que considera insuficiente para atender a demanda.
Avelina Nalwendo falou igualmente da necessidade de instalação de gerador eléctrico e água. Neste momento, a conservação de vacinas é feita por meio de uma mini-arca, que funciona a gás. O administrador municipal do Kwanhama, Faustino Ndafaohamba, disse que estão em curso, na localidade, vários projectos de impacto social, com realce para a reabilitação e ampliação do centro do bairro Kakuluvale, bem como a aquisição de ambulâncias para as comunas de Nehone e Ondjiva e de placas solares.
A povoação de Ohenda, segundo o administrador,  possui 1.364 quilómetros quadrados e tem 9.604 habitantes. Está dividida em quatro aldeias, Ohenda, a sede, Oshamala, Onhuiu e Oupyakadi, cujas actividades principais são a agricultura de subsistência e a pastorícia.

Tempo

Multimédia