Províncias

Programa de apoio aos jovens está na forja

Venâncio Victor | Malange

Um projecto que visa a aplicação do programa do Executivo de apoio à juventude está a ser preparado pelo Ministério de tutela, com vista à melhoria de condições de vida dos jovens.

A palestra sobre a importância do voto para a melhoria da qualidade de vida das comunidades foi muito concorrida
Fotografia: Venâncio Victor | Malange

Um projecto que visa a aplicação do programa do Executivo de apoio à juventude está a ser preparado pelo Ministério de tutela, com vista à melhoria de condições de vida dos jovens.
A informação foi prestada sábado pelo vice-ministro da Juventude, Job Capapinha, durante a palestra sobre “A Importância do Voto”, inserida no 3º encontro comunitário multidisciplinar, promovido pelo Movimento Nacional Espontâneo, de 20 a 21 de Abril, em Malange.
Job Capapinha disse que a reformulação do plano do Executivo de apoio à juventude deve estar assente nos princípios da participação, respeito às instituições, da solidariedade, cooperação, amizade e transversalidade.
O governante acrescentou a esse respeito que o Ministério que dirige está a envidar esforços para que o documento seja submetido ao Conselho de Ministros, para sua aprovação e aplicação.
“As políticas juvenis devem também ter reflexo nos programas em curso nos diferentes departamentos ministeriais, dos quais ressalta-se o de combate à pobreza, formação profissional, sobre as tecnologias de informação, apoio à mulher rural, combate às grandes endemias, luta contra o VIH-SIDA e o programa de alfabetização.”
O vice-ministro anunciou na oportunidade a realização em A­gosto, do 2º encontro nacional da juventude, a decorrer em Luanda, sob o lema “Juventude Informada, Futuro Seguro”.
O encontro visa contribuir para a melhoria do diálogo entre as entidades governamentais e a sociedade, sobretudo no que se refere aos ganhos da paz e do processo de reconstrução e desenvolvimento em curso no país. Job Capapinha defendeu que o 2º encontro nacional deve ser antecedido da realização de reuniões informais com os jovens ao nível comunal, municipal e provincial, com vista a identificar e encontrar soluções para os múltiplos problemas que afligem esta franja social.
No âmbito do plano do governo de apoio à juventude, o Ministério de tutela prevê a realização de várias acções consubstanciadas no acesso dos jovens à habitação, crédito bancário, promoção do empreendedorismo, acesso a bolsas de estudo e criação de fontes de financiamento para dinamizar o associativismo. O governante disse que o programa contempla também apoios a jovens criadores de artes e fazedores de opinião, como é o caso dos músicos, artistas plásticos e escritores. Constam também acções como a construção de infra-estruturas juvenis, centros comunitários, casas sociais, espaços de lazer, entre outros.
O vice-ministro anunciou também a realização, entre os meses de Abril e Agosto, em todo o país, de ciclos de debates sobre “oportunidades de habitação e emprego para os jovens”.  O primeiro tema surge na sequência das novas centralidades que estão a ser erguidas um pouco por todo o país, disse Job Capapinha.  Job Capapinha visitou as 92 casas da juventude, no bairro da Catepa, o centro comunitário da juventude de Cacuso e as obras de restauração do Estádio 1º de Maio.
O governante, que manifestou satisfação pelo andamento das obras em benefício da juventude, recebeu garantias de que as mesmas estão concluídas no segundo semestre deste ano.
A palestra sobre a “importância do voto para a melhoria da qualidade de vida das comunidades”, que decorreu na emissora local da RNA, juntou jovens de vários segmentos da sociedade malangina, como autoridades tradicionais, Polícia Nacional, Forças Armadas Angolanas e deputados à Assembleia Nacional.

Tempo

Multimédia