Províncias

Registados novos casos de meningite

Três novos casos de meningite foram registados, na sexta-feira, pelo serviço de saúde pública de Ondjiva, no Cunene, resultando num óbito, segundo a supervisora provincial de promoção de saúde, Ângela da Cruz Ndanhanhala.

Três novos casos de meningite foram registados, na sexta-feira, pelo serviço de saúde pública de Ondjiva, no Cunene, resultando num óbito, segundo a supervisora provincial de promoção de saúde, Ângela da Cruz Ndanhanhala.
A técnica explicou à Angop que os casos ocorreram na localidade de Kafu, arredores de Ondjiva, havendo trabalhos em curso para conter o surto, adiantando que, graças à rapidez da resposta dos serviços de saúde, o diagnóstico da doença tem sido eficaz.
Entretanto, estão a decorrer acções de sensibilização junto da comunidade, nas quais são abordados os cuidados a ter para evitar a doença e dados conselhos no sentido de se dirigirem aos hospitais, caso suspeitem ter a doença. Os sintomas da meningite assemelham-se aos da malária, pelo que as populações, principalmente as do meio rural (áreas propensas à doença), devem estar mais atentas com este tipo de sinais. Devem também procurar ajuda médica, lembrou a responsável.

Planeamento familiar

Com estes três novos casos, eleva-se para 52 o número de doentes com meningite registados desde o passado dia 29 de Setembro, dos quais nove resultaram em morte, envolvendo crianças e jovens. Cerca de 2.500 mulheres realizaram consultas de planeamento familiar em várias unidades sanitária do Cunene, durante o terceiro trimestre deste ano, disse na sexta-feira, à Angop, a chefe da área de saúde reprodutiva da região, Francelina Matias.
De acordo com a responsável, as assistências foram efectuadas em mulheres dos 15 aos 45 anos e verificou-se um aumento em relação a igual período do ano passado, fruto das acções de sensibilização feitas nos locais de consulta pré-natal, sobre a sua importância na prevenção de gravidezes indesejadas e doenças de transmissão sexual.

Tempo

Multimédia