Províncias

Salvaguardado direito dos consumidores

Dionísio David | Ondjiva

O director do Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec) na província do Cunene garantiu continuar a defender os interesses e o direitos dos consumidores, face as práticas menos correctas de muitos fornecedores na venda produtos expirados.

Produtos vencidos são retirados das casas comerciais
Fotografia: Edições Novembro


Ao fazer o balanço semestral, Bernardo Hilundilwa disse que, apesar das dificuldades  de ordem económica e financeira, o organismo tem sabido encontrar soluções e assumir as suas responsabilidades perante os desafios que se impõem.
O responsável considerou positivo o trabalho desenvolvido até ao momento pelo Inadec, tendo em conta a difícil situação económica e social que o país e a província do Cunene, em particular, atravessam. Bernardo Hilundilwa realçou que, durante o período em referência, foram realizadas 87 visitas de constatação, 129 acções de sensibilização a consumidores e fornecedores, bem como a recepção de 29 reclamações, 19 dos quais mereceram o devido tratamento. Houve também 12 mediações de conflitos de consumo.
No mesmo período, foram feitas 17 informações relativas aos procedimentos e normas do consumo aos consumidores, para além de palestras e acções isoladas, quer junto dos consumidores, quer dos fornecedores.
A semana será igualmente marcada pela realização de palestras nas instituições de ensino secundário do I e II ciclos em Ondjiva.

Tempo

Multimédia