Províncias

Saúde reprodutiva na região com mais unidades de apoio

A província do Cunene registou, nos últimos cinco anos, a abertura de 22 novas unidades sanitárias de apoio à saúde reprodutiva, o que ajudou a melhorar a assistência nas consultas pré-natal, de parto e de pôs parto, considerou ontem o director da Saúde.

Fotografia: JAImagens | Edições Novembro

Mendes Esteves referiu que, em 2012, a Província dispunha apenas de 49 unidades que realizavam parto, mas actualmente este número subiu para 71, permitindo o acompanhamento hospitalar das mulheres gestantes com maior qualidade.
O director provincial disse que durante os primeiros três meses do ano em curso o sector registou um total de 1.591 partos, com duas mortes maternas.
No que diz respeito à nutrição, Mendes Esteves garantiu que há acções de reforço da educação comunitária, para o combate à má nutrição que afecta várias crianças, sobretudo no meio rural.
Sem avançar dados relativos aos casos registados, Mendes Esteves assegurou que é prioridade o engajamento dos técnicos de saúde e parceiros nas acções de esclarecimentos da comunidade sobre as medidas preventivas, de modo de preparar o suplemento alimentar que visa combater a má nutrição entre as crianças.

Má nutrição

Mendes Esteves explicou que, durante os trabalhos, os activistas ensinam às famílias a prevenir a doença nas crianças até aos cinco anos e a realizar uma primeira despistagem de crianças com má nutrição aguda e moderada, encaminhando os casos mais graves para as Unidades Especiais de Nutrição mais próximas.
“A formação é uma mais-valia, porque ajuda o combate desta enfermidade nas comunidades, razão pela qual vamos continuar a partilhar o conhecimento com base no programa de gestão comunitária em curso, desde 2014”, referiu Mendes Esteves, que garantiu que,  além da terapia, o sector dispõe de suplemento nutritivo para ser distribuído às famílias, após consultas ambulatórias em crianças.

Tempo

Multimédia