Províncias

Sector privado aconselhado a investir mais no turismo

O chefe do departamento de Hotelaria e Turismo no Cunene, Fernando Hipunhati, apelou ontem, em Ondjiva, aos empresários e agentes económicos nacionais e estrangeiros a investirem no turismo.

Fotografia: Jaimagens

Em declarações à Angop sobre o turismo no Cunene, Fernando Hipunhati disse que a província dispõe de vários locais de atracção turística e devem ser bem aproveitados e rentabilizados.Fernando Hipunhati disse que, como pontos turísticos, a província conta com as quedas de água de Ruacaná, Complexo Memorial do Rei Mandume, Toca do Leão, Quedas de Águas do Monte Negro, Forte Roçadas, Monumento Vau do Pembe, Monumento do Mufilo, Ombala Grande do Humbe, Ombala Grande de Ombadja e parque Nacional da Mupa.
Fernando Hipunhati sublinhou que esses locais carecem de exploração, por isso pede-se à classe empresarial local e todos interessados a investir nesta área, pois terão o devido apoio institucional do governo da província do Cunene, para implementação dos projectos.
A província do Cunene, onde decorrem várias acções de impacto social, para melhorar a qualidade de vida da população, dispõe de 246 estabelecimentos hoteleiros e similares, com 631 quatros e 840 camas.

Tempo

Multimédia