Províncias

Sistema integrado vai melhorar serviços

Os serviços do Comércio Externo em Santa Clara vão ganhar nova dinâmica ainda no decorrer deste ano, quando for implementado o Sistema Integrado do Comércio Externo (SICOEX).

Os serviços do Comércio Externo em Santa Clara vão ganhar nova dinâmica ainda no decorrer deste ano, quando for implementado o Sistema Integrado do Comércio Externo (SICOEX).
Trata-se de um sistema informatizado, criado na base do Decreto Presidencial 165/10, de 26 de Novembro, que integra as actividades de registo, acompanhamento e controlo das operações de importação, exportação e reexportação de mercadorias, mediante o fluxo único computorizado de informações.
De acordo com o delegado do Comércio Externo em Santa Clara, o SICOEX vai trazer múltiplas vantagens nos serviços, sobretudo nas transacções comerciais e na circulação de divisas e de capitais.
O responsável salientou que o SICOEX trará também benefícios para as estatísticas, por ser um mecanismo on-line, com cobertura a nível do país. Ao mesmo tempo vai evitar fuga de receitas e de capitais para o exterior.
“É um sistema que permite obter uma informação partilhada, quer dizer que, se a instituição no Cunene licenciou cimento ou arroz, Cabinda, Luanda ou Benguela já tem conhecimento. Com o novo mecanismo, o controlo da entrada e saída de mercadorias vai ser maior”, garantiu.
Belarmino Tumbuleny disse que com o novo sistema os importadores e exportadores vão poder efectuar operações desde que estejam inscritos no registo de importadores, exportadores e reexportadores, ou seja, desde que tenham sido previamente habilitados para o efeito pelo Ministério do Comércio.
O actual sistema, referiu, já não responde às exigências do momento, principalmente no que toca a partilha da informação e organização de dados estatísticos.
Assegurou que futuramente os importadores não terão necessidade de se deslocarem de casa para os balcões do Comércio Externo para acederem à sua autorização de importação ou exportação. “Com a afinação do nosso sistema, a partir de casa poder-se-á realizar uma importação ou outra operação. Pode-se aceder ao nosso sistema SICOEX, entrar e digitalizar a sua factura pro forma”.
O novo sistema já funciona em algumas províncias. No Cunene aguarda-se apenas pela chegada dos equipamentos para a recepção do sistema e preparação técnica do pessoal.

Tempo

Multimédia