Províncias

Solicitada a conservação de bens públicos

Dionísio David | Môngua

O governador provincial do Cunene, António Didalelwa, apelou na sede comunal da Môngua, município do Cuanhama, à população a preservar os equipamentos construídos no âmbito do programa de aumento e melhoria dos serviços sociais básicos.

Governador provincial do Cunene António Didalelwa
Fotografia: Jaimagem

António Didalelwa, que falava durante as comemorações do Dia da Independência Nacional, assinalado dia 11 de Novembro, lançou o apelo depois de inaugurar infra-estruturas sociais nas localidades de Bulunganga e Missão Católica de Omilunga, na comuna da Môngua. O governador disse na ocasião que as escolas, os postos e centros de saúde devem ser devidamente conservados para que sirvam os objectivos pelos quais foram construídos.
Na Missão Católica de Omilunga, o governador inaugurou uma escola de seis salas com capacidade de albergar 1.080 alunos, em dois turnos, e uma morgue no centro de saúde.
António Didalelwa inaugurou igualmente na povoação de Bulunganga uma padaria comunitária com capacidade de produzir 5.000 mil pães por dia e uma lavandaria.
O governador do Cunene entregou igualmente uma ambulância ao centro comunal de saúde da Môngua, assim como estímulos aos líderes comunitários que mais se destacaram na resolução dos problemas das populações. António Didalelwa aproveitou a oportunidade para apelar à juventude no sentido de se aplicar cada vez mais ao estudo, para que os diplomas não sejam simples papéis mas sim comprovativos autênticos de conhecimentos sólidos e adquiridos durante a formação.
Os pais devem acompanhar e cuidar bem dos filhos, transmitir valores morais, cívicos e culturais, respeito e patriotismo, honestidade, solidariedade e humanismo.
Um combate cerrado é necessário contra o consumo desregrado do álcool e de outras drogas, que muito contribuem para comportamentos desviantes, lembrou.

Tempo

Multimédia