Províncias

Solução rápida para abastecimento de água

Domingos Calucipa/Ondjiva

O município do Curoca, na província do Cunene, deve apostar  na exploração das águas subterrâneas, através da abertura de furos em várias  localidades, para resolver o problema de falta de água potável  na região, defendeu o secretário de Estado das Águas, Luís Filipe.

Secretário de Estado das Águas, Luís Filipe
Fotografia: DR

O governante, que falava na sequência da visita  ao  município, disse que  Curoca é  uma região onde chove muito pouco, daí a necessidade de se apostar na abertura de furos.  “Trata-se de um município mal servido em termos de águas superficiais, logo, a solução deve passar por recurso a águas subterrâneas,  uma  fonte de abastecimento duradoira”, sublinhou.
    Sem adiantar datas para a materialização do plano, Luís Filipe afirmou que “neste momento é melhor pensar naquilo que pode dar uma resposta imediata.”
   Na óptica  do secretário de Estado, deve-se instalar na região sistemas de captação  e distribuição de água que, a partir de furos subterrâneos, façam a distribuição para todo o município. “Deve ser um projecto suficientemente estruturado de captação, tratamento e distribuição”, explicou.

Tempo

Multimédia