Províncias

Talhos de Ondjiva têm falta de higiene

O chefe do Serviço Veterinário no Cunene, João Estêvão Kamalanga, disse, ontem, à Angop, que os proprietários de talhos e matadouros têm de cumprir as medidas de higiene exigidas para poderem garantir carne de boa qualidade.

O chefe do Serviço Veterinário no Cunene, João Estêvão Kamalanga, disse, ontem, à Angop, que os proprietários de talhos e matadouros têm de cumprir as medidas de higiene exigidas para poderem garantir carne de boa qualidade.
João Kamalanga afirmou que alguns talhos não respeitam as medidas de higiene e outros não permitem inspecções nem antes nem após o abate de animais.
Esta atitude, frisou, impede as autoridades de saberem se os consumidores estão a receber carne própria para consumo.
Para se resolver o problema, realizou-se, na passada semana, em Ondjiva, um encontro com os proprietários de talhos e matadouros, tendo em vista a garantia de melhores condições de higiene sanitária.
Alguns dos estabelecimentos cometem, ainda, outras irregularidades, como falta de documentação e de boletins de sanidade.
O Serviço Veterinário controla dez talhos na cidade de Ondjiva e dois matadouros nos municípios da Kahama e Ombadja.

Tempo

Multimédia