Províncias

Taxistas do Cunene criam associação

Dionísio David | Ondjiva

Taxistas da província do Cunene criaram na segunda-feira uma associação, em Ondjiva.

Foi também criada uma comissão instaladora que vai trabalhar para a abertura em breve da associação provincial do Cunene dos moto-táxi
Fotografia: Adolfo Dumbo |

O delegado da Região Sul da Associação dos Taxistas de Angola, Armando José Sikoka, que presidiu ao acto, disse que o objectivo da criação desta associação, com sede na província do Namibe, é ajudar as autoridades locais a organizar a actividade de táxi.
Durante a sua permanência na província, o delegado da Região Sul manteve encontros com a Unidade de Trânsito e outras estruturas afins, nos quais recebeu informações sobre o elevado número de indivíduos que exercem a actividade de moto-táxi sem conhecerem o Código da Estrada.
Para acelerar a entrada em funcionamento da associação, foi criada uma comissão instaladora, encarregue de trabalhar para a abertura, nos próximos tempos, da direcção provincial da Associação de Moto-táxi de Angola (Amotrang), como parceiro do Governo na formação daqueles cidadãos que não foram militares e que pretendem optar pelo exercício de actividade de moto-táxi, para a sua sobrevivência.
De acordo com o delegado regional, o Cunene é a segunda província a possuir um sistema de moto-táxi devidamente organizado, para responder aos desafios do momento e evitar acidentes de viação, que têm vitimado milhares de vidas, em virtude de muitos deles não dominarem o Código da Estrada.
Lembrou, ainda, que através do levantamento feito no Cunene, se concluiu haver um elevado número de moto taxistas sem competência mínima para exercer a actividade com responsabilidade, sendo urgente a criação de uma lei que regule o exercício da mesma.

Tempo

Multimédia