Províncias

Técnicos do Cuvelai fazem despiste da malária

Um total de 171 análises clínicas de diagnóstico da malária foi realizado em Junho, no laboratório do Hospital Municipal de Cuvelai, província do Cunene, mais cinco em relação ao período anterior.

Um total de 171 análises clínicas de diagnóstico da malária foi realizado em Junho, no laboratório do Hospital Municipal de Cuvelai, província do Cunene, mais cinco em relação ao período anterior.
A chefe de laboratório, Amélia Ndamononghenda, que deu ontem esta informação à Angop, referiu que, dos testes realizados, 31 deram resultados positivos, o que possibilitou aos técnicos administrarem fármacos contra o paludismo.
Muitas vezes, frisou a responsável, a medicação é imposta a alguns pacientes dados como palúdicos, pelo simples facto de terem febre, mas é necessário realizar a análise conhecida como gota espessa, que dá indicação do grau de parasitas existente no sangue, permitindo um diagnóstico exacto da doença.
Quanto às dificuldades, apontou a falta de técnicos para uma melhor cobertura da área, visto que apenas funciona com um especialista, que tem encontrado muitos obstáculos no atendimento dos pacientes, daí a necessidade de se aumentar o número de especialistas.
Amélia Ndamononghenda pediu à comunidade para se deslocar ao laboratório para realizar a análise à malária, sempre que tenham sintomas como dor de cabeça, febres, dor nas articulações, tosse e gripe, evitando a automedicação.

Tempo

Multimédia