Províncias

Trabalho infantil é combatido em Santa Clara

O Instituto Nacional da Criança (INAC), na província do Cunene, continua a realizar acções de sensibilização junto as comunidades sobre protecção dos direitos da criança, com vista a acabar com trabalho infantil no posto fronteiriço de Santa Clara.

O chefe de secção de Protecção da Criança na região, Macutena Samuel, disse que as acções realizadas em colaboração com a Administração Municipal de Namacunde e coordenadores de bairro têm resultado na redução desta prática em Santa Clara.
“Não vamos parar por aqui, pois ainda temos muito caminho a percorrer, atendendo que muitas crianças ainda ainda são utilizados pelos adultos. Achamos ser uma atitude errada e prometemos combater este mal”, disse.
Santa Clara, por estar localizada na fronteira com a Namíbia, era há anos uma área com elevado número de crianças a exercerem actividade de transporte de mercadorias diversas para o seu ganha-pão, mas com o diálogo, a realidade é hoje muito diferente.
A sensibilização tem sido dirigida às crianças e às pessoas que as mandam realizar a actividade, no sentido de optarem por um contrato de remuneração que não prejudique do ponto de vista da saúde, social e educacional.
“Temos um plano de actividades onde mantemos encontro com as famílias e adultos a colaborarem com o Instituto Nacional da Criança  na chamada de atenção sobre o cumprimento e divulgação dos direitos da criança”, referiu. As campanhas de sensibilização junto das comunidades são contínuas, sobretudo em Santa Clara e outros pontos da cidade de Ondjiva.

Tempo

Multimédia