Províncias

Tuberculose associada ao Sida preocupa autoridades

As autoridades sanitárias da província do Cunene estão preocupadas com o aumento e evolução de novos casos de tuberculose que continuam a aparecer como doenças oportunistas do vírus do HIV/Sida.

As autoridades sanitárias da província do Cunene estão preocupadas com o aumento e evolução de novos casos de tuberculose que continuam a aparecer como doenças oportunistas do vírus do HIV/Sida.
A preocupação foi manifestada pelo director local da Saúde, Eleutério Hivilikwa, durante a dissertação do tema sobre “HIV/Sida e os meios de comunicação social”, no encontro do comité de especialidade dos jornalistas do MPLA.
O responsável disse que durante o trimestre findo, a instituição registou um número considerável de doentes com diagnósticos da doença, na sua maioria em população adulta. O responsável frisou que devido a esta situação a unidade regista actualmente congestionamento de pacientes internados.
Eleutério Hivilikwa revelou que, apesar da província do Cunene ser a considerada, a nível do país, como a de maior índice de seroprevalência, os dados estatísticos da doença apontam que durante os últimos cinco anos a doença diminuiu de 13,9 por cento para os 7,6 actuais.
Tal redução, de acordo com a fonte, é graças à colaboração dos jornalistas no processo de prevenção da doença através da transmissão de várias mensagens sobre os riscos da mesma. “O trabalho dos jornalistas para a redução dos casos de seroprevalência é louvável, pois a aderência da população aos testes móveis do HIV é satisfatória, demonstrando mais uma vez que as mensagens estão a chegar até às áreas recônditas onde não existem activistas da Saúde ou um centro sanitário”, referiu.
Apelou aos jornalistas no sentido de elaborarem notícias mais abrangentes, com a ajuda de equipas multidisciplinares como agentes da Saúde, psicólogos, sociólogos e outros, no sentido de não ferirem a sensibilidade das pessoas que vivem com a doença.
Durante os últimos 11 meses do ano em curso a província registou cerca de mil e 715 novos casos de HIV/Sida, em 22 mil e 590 pessoas testadas a nível dos seis municípios que compõem o Cunene.

Tempo

Multimédia