Províncias

Vacina no Cunene contra a doença abrange milhares

Elautério Silipuleni | Ondjiva

Um total de 396 mil pessoas dos municípios do Cuanhama e Cahama, no Cunene, foi já vacinado contra a febre-amarela, na campanha aberta no início deste mês, com vista a travar a propagação da doença, revelou ontem, em Ondjiva, o director provincial da Saúde em exercício.

Félix Belarmino Satyohamba, que fez um pré-balanço da campanha de vacinação que ainda decorre na província, esclareceu que foram disponibilizadas para a província mais de 400 mil doses de vacinas para garantir uma cobertura satisfatória.
A campanha de vacinação nos municípios inclui brigadas fixas e móveis, que se desdobram nos bairros de maior aglomeração populacional da circunscrição. O director da  Saúde garantiu que boa parte da população já foi vacinada, mas, ainda assim, referiu que a campanha há-de continuar e que os resultados provisórios são muito animadores. />Apesar dos esforços que estão a ser feitos pela Direcção Provincial da Saúde, Belarmino Satyohamba disse que o grande problema de momento está relacionado com a forma como a população vive, reconhecendo que muitos se encontram em zonas de transumância, mas que tudo será feito para se atingir estas localidades e poder-se vacinar todos.
O plano de contenção e controlo da epidemia está consubstanciado à vigilância epidemiológica, a promoção de  campanhas de vacinação, o reforço das medidas de mobilização social, o tratamento clínico e a luta anti-vectorial.

Tempo

Multimédia