Províncias

Vacinação do gado começa na região

Adelaide Mualimusi | Cuangar

Perto de três mil cabeças de gado bovino estão a ser vacinadas, desde sexta-feira, na região de Cuangar, zona limítrofe entre as províncias do Cunene e do Cuando Cubango e a Namíbia, contra a febre aftosa.

Autoridades veterinárias desenvolvem esforços para melhorar a prevenção e o tratamento de doenças que afectam os bovinos
Fotografia: Venâncio Amaral

A directora-geral adjunta para a área técnica dos Serviços Nacionais de Veterinária, Bernarda Santana, disse que a vacinação decorre até 30 deste mês, para dias depois se realizar uma acção de revacinação, no sentido de nenhum bovino escapar a imunização.
Bernarda Santana disse que a referida campanha começou na área do Cuangar por ser o local onde o surto teve início. Mas, a vacinação prossegue nos municípios de Namacunde, Cuvelai, Cuanhama e Ombadja, numa acção conjunta com os serviços veterinários da República da Namíbia.
Referiu que esforços são feitos, com acções pontuais para melhorar o controlo, prevenção e o tratamento da doença nos bovinos.
Bernarda Santana disse que a equipa técnica dos Serviços Veterinários já procedeu em tempos a recolha de amostras de sangue para análise laboratorial.
A médica veterinária salientou que os técnicos precisam da colaboração da população, para ajudar no controlo dos animais, uma vez que, neste momento, não se deve fazer movimentação dos mesmos para fora das suas localidades, nem a circulação de viaturas e de pessoas no sentido de evitar mais contágios.
Por isso, disse Bernarda Santana, foram montadas nos pontos de fiscalização alguns equipamentos para a desinfestação.
Com vista a materializar este desiderato, a directora-geral adjunta salientou que os Serviços Veterinários estão a contar com ajuda da Polícia Nacional, Forças Armadas Angolanas e de munícipes.
A médica veterinária referiu que a província do Cunene tem o gado bovino como principal fonte da economia da população rural, com uma estimativa de mais de um milhão de cabeças.
Apelou aos criadores de gado a ajudarem no sentido de cada área instalarem uma manga de vacinação, para que os técnicos possam ir junto destas localidades e fazerem a imunização e prevenir os animais de contraírem doenças.

Apelo do soba

O soba  do Cuangar, Venâncio Tulingue, revelou que a febre aftosa está a matar muitas cabeças de gado, embora não tenha dados concretos de mortes. Salientou que a população está bastante desesperada com o surto, dai apelar para que esforços sejam redobrados no sentido de se vacinar todos os animais e livrar a região da febre aftosa.
O soba da região agradeceu o empenho dos técnicos e garantiu que as autoridades tradicionais vão continuar a apoiar os trabalhos levados a cabo pelos especialistas, no sentido de facilitar a intervenção destes.
Por isso, Venâncio Tulingue apelou aos habitantes da localidade para respeitarem as orientações dadas pelas autoridades sanitárias, principalmente as questões relacionadas com a não circulação de animais, tendo chamado a atenção da necessidade dos criadores receberem os vacinadores, para que os animais sejam imunizados.

Tempo

Multimédia