Províncias

Várias escolas sem carteiras e quadros

Adelaide Mualimusi | Ondjiva

Algumas escolas no município do Cuanhama estão sem carteiras e quadros, devido a vandalização de que foram alvo nos últimos dias, disse ao Jornal de Angola o director da Repartição Municipal da Educação  local.

Fotografia: DR

José Weyulo disse que não obstante esta anomalia, as aulas do ano lectivo  que se avizinha vão arrancar. “Os professores estão disponíveis, e em algumas escolas há carteiras, embora em estado obsoleto. Portanto, creio que temos condições para arrancarmos mesmo assim com as aulas em todas as escolas”, disse.
 José Weyulo disse que o sector que dirige precisa de verbas para  recuperar centenas de carteiras estragadas e  para adquirir novos quadros para as salas de aula. “Já apresentámos esta preocupação às entidades competentes, estamos a aguardar a solução”, sublinhou.

Professores aprimoram
conhecimentos

Os professores do ensino primário no Cuanhama  participam, na cidade de Ondjiva, num seminário de capacitação, durante o qual vão abordar temas ligados à organização escolar e à leitura nas classes iniciais.  Promovida pela Reparição Municipal de Educação, a  acção formativa visa melhorar  os conhecimentos dos docentes no domínio do sistema de avaliação periódica dos alunos. 
 José Weyulu informou que participam no seminário mais de 800 professores    dez formadores. “Para que alcancemos os objectivos preconizados é necessário o empenho de todos. Os professores, particularmente, devem cumprir os programas das zonas de influência pedagógica (ZIP)”, disse.

Tempo

Multimédia