Províncias

Várias famílias desalojadas estão a receber novas moradias

Um grupo constituído por 187 famílias afectadas pelas cheias na província do Cunene e realojadas em centros de acolhimento, recebeu ontem as suas moradias, nos bairros da Cashila III e Onahumba, nos arredores da cidade de Ondjiva, numa cerimónia dirigida pelo governador provincial, António Didalelwa.

Um grupo constituído por 187 famílias afectadas pelas cheias na província do Cunene e realojadas em centros de acolhimento, recebeu ontem as suas moradias, nos bairros da Cashila III e Onahumba, nos arredores da cidade de Ondjiva, numa cerimónia dirigida pelo governador provincial, António Didalelwa.
As casas, de tipo T2 a T3, foram edificadas em zonas urbanizadas, com arruamentos e postos de saúde, escola, energia e água, e iluminação pública.
Na ocasião, o governador António Didalelwa disse que o drama de centenas de famílias sinistradas pelas cheias que atingiram a província do Cunene, nos últimos quatro anos, chegou ao fim, porque hoje há motivo de alegria e recompensa pelo tempo que esperaram.
Esta é a terceira fase de entrega de casas à população vítima das cheias, um processo sequencial, de acordo com o governador provincial do Cunene, que afirmou prever que, até ao final do primeiro semestre, todos os sinistrados vão estar alojados definitivamente.
António Didalelwa apelou à paciência da população e à confiança no Executivo, que tem como missão principal a garantia do bem-estar dos cidadãos.

Tempo

Multimédia