Províncias

Vítimas da seca foram assistidas

Dionísio David| Namacunde

As populações de Onanga ya Shikololo, Okadueya, Oshiedi e Ofenda receberam 208.585 toneladas de produtos provenientes de acções de caridade. A distribuição foi feita no sábado. Entre os produtos entregues às comunidades constam bens alimentares, como fuba de milho, arroz, feijão, óleo de cozinha, leite, peixe seco, sal, conservas em lata.

Várias campanhas de solidariedade para com as populações vítimas da estiagem a nível da região sul prosseguem em todo o país
Fotografia: JA

Também foi distribuído sabão e tanques de água.
Os produtos foram distribuídos nas localidades de Onanga ya Shikololo, Okadueya, Oshiedi e Ofenda, por serem consideradas as localidades do município mais afectados pelas consequências da seca.
O administrador do município de Namacunde, Apolo Ndinoulenga, disse que os bens foram disponibilizados pelos Serviços de Protecção Civil, Direcção do Ministério da Assistência e Reinserção Social, Fundação Sol, empresa de construção “Francisco Sapalala”, além de cidadãos que se solidarizaram com as famílias afectadas pela seca severa que assola a província do Cunene.
Apolo Ndinoulenga, que fazia o balanço dos resultados das ajudas que chegam ao município, acrescentou que o número de pessoas afectadas aumenta diariamente, o que exige a mobilização de mais meios.
O administrador municipal referiu que, desde o início das ajudas de emergência, foram assistidas 65 mil pessoas de um total de 23 mil registadas.
A seca também afecta 273 mil animais. Para atingir às localidades de difícil acesso, os Serviços de Protecção Civil disponibilizaram um tractor para o transporte de água e produtos às comunidades afectadas, além de aumentar o número de tanques para água potável nas várias localidades.

Tempo

Multimédia