Províncias

Diminuição de mortes provocadas por malária

Tatiana Marta | Huambo

As mortes por malária no Huambo, que, há dois anos, variavam entre dez a 15 por mês, diminuíram para três a cinco no mesmo espaço de tempo, revelou o supervisor provincial do combate à doença.

Direcção Provincial de Saúde vai distribuir mosquiteiros às mulheres grávidas
Fotografia: JA

As mortes por malária no Huambo, que, há dois anos, variavam entre dez a 15 por mês, diminuíram para três a cinco no mesmo espaço de tempo, revelou o supervisor provincial do combate à doença.
Amândio Natito Bernardo, que fazia o balanço da situação epidemiológica na província, disse que a diminuição se deve à expansão da rede sanitária.
Em 2008, referiu, foram diagnosticados mais de 600 mil casos em toda a província e no ano passado 530 mil. “O número de óbitos reduziu ligeiramente na nossa província e acreditamos que vai continuar a baixar porque está a ser feito um investimento sério no sector da saúde para que ela chegue a todos com a qualidade desejada”, sublinhou Amândio Bernardo.
A Direcção provincial da Saúde no Huambo vai distribuir, este ano, 125 mil mosquiteiros às mulheres grávidas que foram às consultas. Em 2009, foram entregues mais cem mil em toda província.
Além da distribuição de mosquiteiros, a Direcção provincial da Saúde no Huambo vai intensificar os programas de vacinação porta a porta e as campanhas de sensibilização.
Amândio Bernardo lamentou a falta de técnicos de análises clínicas, o que, disse, “tem provocado o estrangulamento na execução dos programas e projectos elaborados pelo governo da província”.

Tempo

Multimédia