Províncias

Director da Saúde explica causas da destruição de medicamentos

A direcção provincial do Kuando-Kubango do Ministério da Saúde fez na sexta-feira, em Menongue, junto do Governo da província, os devidos esclarecimentos que estiveram na origem da destruição dos mais de 13 mil lotes diversos de medicamentos, material gastável e instrumentos de parteiras tradicionais. 

Fernando Cassanga, director provincial de Saúde
Fotografia: Nicolau Vasco|Menongue

A direcção provincial do Kuando-Kubango do Ministério da Saúde fez na sexta-feira, em Menongue, junto do Governo da província, os devidos esclarecimentos que estiveram na origem da destruição dos mais de 13 mil lotes diversos de medicamentos, material gastável e instrumentos de parteiras tradicionais.  Durante um encontro orientado pelo vice-governador da província para a área social, José Maria dos Santos, director da Saúde, explicou que os fármacos queimados são restos de um lote de 201.380 embalagens de soro ringer e 480 de sais de hidratação oral que a Direcção Nacional de Medicamentos e Equipamentos enviou para o Kuando-Kubango em grandes quantidades, em 2008, para fazer face ao surto de cólera que assolava a região na altura.                                                       

Tempo

Multimédia