Províncias

Docentes do ensino geral têm formação pedagógica

Weza Pascoal | Menongue e Júlia Domingos | Huambo

Professores do ensino primário, primeiro e segundo ciclos do Cuando Cubango encerram nesta sexta-feira, na cidade de Menongue, um seminário de refrescamento pedagógico, num evento promovido pela Direcção Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia.

Nos últimos tempos cresce o número de adultos que se inscrevem nas salas de alfabetização a nível da província do Cuando Cubango
Fotografia: Paulo Mulaza

Com vista a ajudar a melhorar  a qualidade de ensino na região, o seminário, que decorre em simultâneo noutras escolas da província, reserva temas que têm a ver com a planificação e objectivos das aulas, avaliações, entre outros métodos de ensino e aprendizagem.
O director provincial da Educação, Miguel Kanhime, disse ontem que a  acção formativa visa habilitar os docentes para melhorarem a transmissão dos conteúdos pedagógicos e possibilitar uma melhor aprendizagem dos alunos no presente ano lectivo.
Miguel Kanhime referiu que estão a ser envidados esforços para eliminar o “ensino de improviso” a nível da província. Para isso, defendeu a realização de seminários de capacitação pedagógica, com vista a formação integral dos professores no âmbito técnico, pedagógico e profissional.
“A acção formativa serve  para  os professores traçarem metas e conquistar objectivos preconizados, para se ter um ensino de qualidade na província”, disse ­Miguel Kanhime. O administrador municipal de Menongue, Miguel Dala, pediu aos participantes   dedicação e interesse na abordagem dos temas, para que as recomendações saídas do seminário  contribuam na melhoria e no fortalecimento do sector da Educação. “Dentro de poucos dias começa o ano lectivo 2016 e  todos os professores são chamados a darem o máximo de si e a ultrapassarem algumas dificuldades que foram constatadas no ano passado”, disse Miguel Dala.
Na província do Huambo, o chefe de secção provincial para o ensino de adultos, Osvaldo Fontes Eduardo, disse que o Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar (P­A­AE)  vai ser expandido em toda  a  região, para garantir que pelo menos 50 por cento dos adultos consigam concluir o ensino­ primário.
Fontes Eduardo falava ontem no término do seminário metodológico sobre alfabetização e aceleração escolar, com a participação de 64 técnicos do sector da Educação, entre chefes de secções da educação de adultos, coordenadores municipais do programa de alfabetização e aceleração escolar, directores e inspectores escolares e professores.
O  encontro metodológico, com duração de cinco dias, serviu para os participantes reflectirem sobre a execução dos vários programas de aceleração escolar e o plano estratégico para revitalização da educação de adultos, por serem instrumentos de ampla participação e inclusão.
O chefe de secção provincial para o ensino de adultos do Huambo, Osvaldo Fontes Eduardo, salientou que o Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar, em consonância com os objectivos da Organização das Nações Unidas está a dar passos significativos, com vista a assegurar a aprendizagem de jovens e adultos da província.

Tempo

Multimédia