Províncias

Educação implementa programa para apurar gastos e necessidades

Carlos Paulino | Menongue

O Ministério da Educação está a implementar, no Cuando Cubango, um programa que visa a recolha de dados para apurar os gastos e as necessidades das instituições públicas e privadas nos sectores de Desenvolvimento da Primeira Infância, Ensino Pré-Escolar e Primário.

Fotografia: DR

O programa-piloto, que vai ser implementado também nas províncias do Huambo e Bié, tem a duração de um mês, e visa fundamentalmente apurar o custo total dos programas ou subprogramas a implementar e implementados, número de beneficiários, despesas realizadas durante os últimos três anos, resultados previstos e alcançados.
O inspector do Ministério da Educação, João Correia, que apresentou o projecto na cidade de Menongue, disse que o Executivo angolano pretende saber quanto é que as famílias e as instituições públicas, privadas e público-privadas gastam por cada criança durante o desenvolvimento da Primeira Infância, Ensino Pré-escolar e Primário.
Segundo João Correia, a implementação deste programa vai contribuir para a melhoria da criação, administração e gestão das fontes de informação credíveis, fiáveis, nacional e internacionalmente aceites durante o processo de produção de bens e serviços, disponíveis para o sector da Educação e outros sectores afins que velam, sobretudo pelo desenvolvimento da Primeira Infância.
João Correia disse que os dados recolhidos vão ser apresentados e discutidos durante o conselho consultivo que o Ministério da Educação vai realizar no próximo mês de Outubro, “para se chegar a um denominador comum, ou seja, para a uniformização dos gastos em todo o país”.
“Temos de resolver com urgência os problemas que interferem no bom funcionamento das instituições públicas, privadas e público-privadas ligadas ao Desenvolvimento da Primeira Infância, Ensino Pré-Escolar e Primário”, defendeu João Correia.
João Correia disse a Educação, para a materialização deste programa, conta com a estreita colaboração dos ministérios da Saúde, Acção Social, e da Família e Promoção da Mulher, que “jogam um papel preponderante para o desenvolvimento saudável e integral das crianças”.
Por sua vez, o director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, Miguel Kanhime disse que a implementação do programa vai permitir melhorar a projecção financeira das instituições escolares da primeira infância até ao ensino primário.
O Responsável revelou que a província do Cuando Cubango controla cerca de 150 mil crianças ,que estão matriculadas em creches, ensino pré-escolar e primário, acrescentando que a maioria das instituições, sobretudo as escolas públicas do ensino primário não recebem verbas para as despesas correntes, pelo que os pais e encarregados de educação são obrigados a comparticipar com alguns valores módicos para que na escola não faltam folhas, tinteiros entre outros meios essenciais.
“Com a materialização deste programa, o Ministério da Educação vai poder projectar o orçamento das instituições que prestam serviço à Primeira Infância, Ensino Pré-Escolar e Primário”. Acrescentou que, nesta senda, poderá ser retomado o Programa da Merenda Escolar.

Tempo

Multimédia